Protegendo as crianças de insetos

Protegendo as crianças de insetos

Infelizmente, é muito difícil de se evitar o aparecimento de mosquitos e outros insetos nos ambientes de convivência das crianças. Por isso, relacionamos algumas dicas e informações importantes para ajudar a protejer os pequenos e seus pais deste incômodo e proporcionar aquela sensação maravilhosa de tranquilidade e proteção.

Evitando os mosquitos

  • Proteção mecânica: Use roupas claras (escuras atraem mais insetos) e se possível de mangas longas e calças compridas. Algumas roupas esportivas ou de acampamento são adequadas para evitar a picada de insetos.
  • Os horários mais críticos para o aparecimento de mosquitos são aqueles próximos ao nascer e ao pôr do sol. Lembre-se de fechar as janelas e portas da casa nestes horários.
  • O uso de ar condicionado ajuda a manter os mosquitos afastados
  • Uma boca dica é usar Permetrinha 0,5% em spray perto das janelas e próximo ao berço ou cama (NÃO USAR PRÓXIMO A PELE).
  • Uso de telas e mosquiteiros.
  • Os repelentes elétricos são úteis e diminuem a entrada de mosquitos quando colocados junto as janelas e portas. Não há contra indicação quanto a utilização de repelentes elétricos no ambiente da criança.
  • Realizar a limpeza de terrenos e não deixar lixo e entulhos próximo a casa.

Uso de repelentes

Os repelentes tópicos devem ser usados somente para passeios em locais com maior número de insetos, não deve ser utilizado durante o sono ou por períodos prolongados. Veja na tabela abaixo uma relação entre a idade das crianças e os princípios ativos dos repelentes.

  • Menores de 6 meses: não se recomenda o uso de repelentes.
  • Entre 6 meses e 2 anos: pode-se utilizar repelentes do princípio ativo IR3535 com concentração máxima de 30%. O tempo de ação destes repelentes é de 4 horas. Temos como exemplo a loção antimosquito da Johnson.
  • Entre 2 e 12 anos: nesta idade temos 2 princípios ativos que podem ser utilizados, o DEET com concentração máxima de 10% e o Icaridina com concentração máxima de 25%. A duração da proteção deles é de 8 a 10 horas. Como exemplo temos o Exposis infantil.
  • Maiores de 12 anos: nesta idade os cuidados são menores. Podem ser utilizados repelentes com princípios ativos DEET e Icaridina com percentual maior que 10 e 25% respectivamente. A duração da proteção vai variar de acordo com o produto utilizado.

Orientação quanto à aplicação dos repelentes

  • NUNCA aplicar na mão, pois existe o risco dela esfregar os olhos ou levar a mão na boca.
  • NÃO aplicar na face, em machucados na pele
  • Seguir as orientações do fabricante guardando a bula ou embalagem para posterior consulta, em caso de ingestão ou efeitos adversos
  • Aplicar a quantidade e intervalo recomendados pelo fabricante
  • Assim que não for mais necessário o repelente deve ser retirado com um banho com água e sabonete.
  • NÃO permitir que a criança durma com o repelente aplicado.
  • A apresentação em loção cremosa é mais segura do que a apresentação em spray e deve ser preferida nas crianças.

As crianças podem e devem ser protegidas com o auxilio de repelentes, mas sempre considerando o produto e o uso adequado para cada faixa de idade.



Sobre o autor

Dra. Fernanda Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *