Alergia ao leite de vaca em crianças

Alergia ao leite de vaca em crianças

A APLV (Alergia a Proteína do Leite de Vaca) ocorre quando o organismo reconhece a proteína do leite como uma substância estranha e então produz uma reação de defesa, fazendo com que a criança produza anticorpos e/ou célular inflamatórias sempre que houver consumo de alimentos que contenham esta substância para combatê-la no organismo. Os sintomas da APLV podem se manifestar com problemas no intestino, na pele, respiratórios, entre outros.

Sintomas

São vários os sinais e sintomas que a alergia a proteína do leite de vaca pode apresentar. Para melhor entendimento dividi os sintomas em quatro categorias: Gastrintestinais, Cutâneos, Respiratórios e Gerais.

Gastrintestinais Cutâneos Respiratórios Gerais
  • Regurgitação frequente
  • Vômitos
  • Dificuldade para engolir
  • Sensação de alimento parado na garganta
  • Cólicas intensas
  • Recusa alimentar e falta de apetite
  • Diarreia
  • Diarreia com sangue
  • Sangue nas fezes
  • Intestino preso
  • Assadura perianal
  • Urticária (placas vermelhas na pele)
  • Dermatite atópica (pele grossa, com descamação e/ou feridas)
  • Inchaço dos lábios e olhos
  • Coceira nos olhos e na pele
  • Olhos vermelhos e lacrimejando
  • Coriza
  • Obstrução nasal
  • Chiado e tosse
  • Respiração difícil
  • Baixo ganho de peso e crescimento
  • Anafilaxia (Coceira e vermelhidão na garganta e no corpo, acompanhada de dificuldade para respirar, queda de pressão e, nos casos mais graves, fechamento da garganta).

APLV x Intolerância a Lactose

É importante saber diferenciar estas duas manifestações para que o tratamento realizado seja apropriado.

A APLV é uma reação às proteínas do leite sendo mais comum em crianças pequenas e a Intolerância à Lactose é decorrente da falta ou diminuição da enzima lactase, responsável por digerir a lactose (açúcar do leite) sendo mais comum em adultos. A intolerância a lactose nas crianças costuma ocorrer de forma transitória após quadros de diarreia aguda, já a APLV está relacionado a uma alergia. Enquanto na APLV, deve-se excluir totalmente o consumo de leite; na intolerância, o consumo pode ocorrer de acordo com a quantidade tolerada (níveis de intolerância) e pode-se fazer o consumo da enzima lactase para suprir sua falta.

Tratamento

O tratamento é a dieta isenta de alimentos que possuem as proteínas do leite de vaca seja pela criança ou pela a mãe que está amamentando. Se não estiver amamentando, deve ser discutido com o pediatra qual fórmula pode ser usada. A dieta faz com que o sistema de defesa da criança pare de produzir os anticorpos e células inflamatórias que são responsáveis pela reação alérgica.



Sobre o autor

Dra. Fernanda Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *